Adrien Broner arranca dente após knockdown e perde por pontos

Adrien Broner sofreu uma derrota embaraçosa na noite de sexta-feira e teve que arrancar o dente após um nocaute de Blair Cobbs.

Lutando no Hard Rock Live no Seminole Hard Rock Hotel & Casino em Hollywood, Flórida, Broner fez sua segunda aparição em um ano e meio sob o comando do promotor Don King. Apesar das promessas de dominação pré-luta e de uma séria ameaça a Cobbs, Broner não teve resposta – principalmente devido à inatividade.

Broner bateu na tela logo no início e olhou para baixo, avistando seu dente. Ele pegou e tentou entregá-lo ao árbitro antes de perder por pontos. Depois disso, o velho Adrien Broner não apareceu.

Cobbs manteve o nariz na frente e levou a luta no placar. Os juízes retornaram com 97-91 e 96-93 duas vezes no final da disputa.

Com a derrota, Broner caiu para 35-5-1, 24 KOs, enquanto Cobbs melhorou para 17-1-1, 10 KOs. O piso da segunda rodada de Broner é a escrita na parede dos esforços contínuos do nativo de Cincinnati para conseguir um grande pagamento. Cobbs está agora em posição de ocupar esse lugar.

Em sua entrevista, Cobbs disse: “Não foi fácil. Mesmo depois de rastreá-lo naquele golpe especial que o machucou, ele se levantou, foi resiliente e continuou avançando. Ele até acertou alguns bons arremessos. Ele me acertou com a mão direita uma vez. Ele não pousou muitas vezes, mas pousou muito bem quando o fez. Mas Blair “The Flair” prevalece. Eu permaneço consistente na pressão com alto, baixo, alto, baixo. Eu me torno o mais imprevisível possível.”

Discutindo seu próximo passo, Cobbs acrescentou: “Vi algo no Instagram. Ryan Garcia estava torcendo por “AB”, o que foi doloroso porque pensei que éramos meninos. Mas tire sua garota dos DMs. É minha vez. É Blair “The Flair” Cobbs, o boxeador mais emocionante e campeão do povo. Uau!”

O contendor peso pesado Michael Hunter avançou para 22-1-2, 15 KOs na eliminatória ao derrotar Cassius Chaney, tímido. Em uma briga de ida e volta, Ian Green defendeu seu título dos médios do WBA Continental USA contra Roy Barringer de Toledo, OH. Enquanto isso, Antonio Perez permaneceu invicto ao derrotar Antonio Williams por unanimidade. Finalmente, De Von Williams fez cinco paralisações em cinco ao eliminar Travis Floyd.